Paraná faz Ciência 2022 tem programação a partir de 29/11

Publicado em: 24 de novembro de 2022

Com release da UEM

A Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná (Seti), a Universidade Virtual do Paraná (UVPR) e a Fundação Araucária (FA), além de professores e técnicos da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), promovem a edição paranaense da 19ª Semana Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação. É o Paraná Faz Ciência 2022. A programação ocorre nos dias 29, 30 de novembro e 1º de dezembro, on-line.

Em 2022, a Semana Nacional de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, realizada entre os dias 17 a 23 de outubro, mês Nacional da Ciência Tecnologia e Inovação, teve como tema o “Bicentenário da Independência: 200 anos de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil”. Seguindo essa proposta, o Paraná Faz Ciência celebra o Bicentenário da Ciência no nosso Estado.

“A programação será transmitida virtualmente com a apresentação de talks shows e discussões sobre diversos temas com a participação de professores de universidades paranaenses. As conversas foram gravadas na Biblioteca Pública do Paraná”, diz o coordenador do evento e assessor de Assuntos Culturais da Seti, Renê Wagner Ramos.

Abertura

No dia 29, às 9h, será realizada a abertura oficial, ao vivo, com a presença do superintendente da Seti, Aldo Nelson Bona; o presidente da Fundação Araucária, Ramiro Wahrhaftig; o coordenador de Ciência e Tecnologia da Seti, Marcos Pelegrina; a coordenadora de Ensino Superior da Superintendência, Gisele Miyoko Onuki; e o diretor da Biblioteca Pública do Paraná, Luiz Felipe Leprevost.

Na ocasião, será lançada a Plataforma Paraná Faz Ciência, desenvolvida em um projeto coordenado pela Seti em parceria com a Universidade Estadual de Maringá (UEM). O espaço virtual tem o objetivo de reunir informações sobre todo o cenário de ciência, tecnologia e inovação do Estado.

Em seguida, às 14h, será exibido o primeiro talk show intitulado “Educação, Arte, Tecnologia e Inovação no Bicentenário”. O convidado é o professor doutor da Universidad Nacional de la Patagonia Austral (Argentina), Jorge Kulemeyer. O bate-papo é mediado pela professora titular da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) – Câmpus Curitiba, Vanessa Ishikawa Rasoto. O professor fala das características dos diferentes ciclos de vida das tecnologias vinculadas a distintos momentos da história das sociedades.

A “Descoberta do pré-sal e os avanços da ciência na área geológica” são tema do talk show da tarde do dia 29, às 16h. Abordam o tema a professora de Mineralogia, do Departamento de Geologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Anelize Bahniuk Rumbelserger, que fala sobre os ambientes carbonáticos modernos; e o coordenador do Museu de Ciências Naturais da UEPG, professor Antônio Liccardo, que discute o  papel do Museu na popularização de ciências e na criação de uma cultura de educação não formal nessa área. Eles conversam com a professora Vanessa.

Popularização da ciência

A programação do dia 30 inicia às 9h. Os professores da Universidade Estadual de Maringá, Tiago Lucena e André Rosa, desmistificam o universo da produção artística e a colocam no dia a dia das pessoas, no terceiro talk show do evento “Ciência, arte e cotidiano”. A mediação é da jornalista da Universidade de Maringá, Ana Paula Machado Velho.

À tarde, as atividades começam às 14h. A primeira, remota, também conta com a coordenação da jornalista da UEM. É o talk show “Divulgação científica: como e por quê?”. Serão apresentados projetos como o Conexão Ciência, com a presença da coordenadora da iniciativa, a professora Débora Sant’ Ana, da UEM. Ao lado dela participa a professora Eliane Papa Ambrosio Albuquerque, também da Universidade de Maringá, coordenadora do projeto de extensão e divulgação da ciência Dr Genética.

No mesmo horário, às 14h, um evento presencial vai anunciar os ganhadores do 35º Prêmio Paranaense de Ciência e Tecnologia, no Auditório da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Câmpus Curitiba. O Prêmio visa reconhecer e estimular a produção científica, tecnológica e de extensão paranaense, valorizando os profissionais e os jovens talentos que, por meio de suas atividades, contribuem para o progresso do Estado.

Nesta edição, a premiação contempla duas áreas do Conhecimento Ciências Exatas e da Terra e Ciências da Saúde, Serão premiadas as categorias Pesquisador e Pesquisador-extensionista, Estudante de curso de Graduação, Inventor Independente e Jornalista Científico. Na ocasião, também serão apresentados os finalistas do Programa de Propriedade Intelectual com Foco no Mercado (Prime).

Encerramento

O último dia do evento, quinta-feira, 1º de dezembro, começa às 9h, o tema do talk show são as “Histórias das transformações do território paranaense”, com mediação é da professora Vanessa Rasoto. Participam da conversa com ela Cláudia Inês Parellada, coordenadora do Departamento de Arqueologia do Museu Paranaense (Mupa), e docente do Programa de Pós-Graduação em Antropologia e Arqueologia, da Universidade Federal do Paraná (PPGAA/ UFPR); e o professor Ilton Cesar Martins do Museu Campos Gerais, da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Enquanto a professora Cláudia fala das narrativas sobre a diversidade de povos que vêm ocupando paisagens do atual estado do Paraná, o professor Ilton Cesar Martins abordará a ocupação dos campos gerais, o Tropeirismo e a escravidão negra.

Fechando o Paraná Faz Ciência 2022, às 15h, será exibido o talk show “Década do Oceano”, com a bióloga e pesquisadora da UFPR, responsável pelo Laboratório de Ecologia e Conservação e pelo Centro de Reabilitação, Despetrolização e Análise de Saúde de fauna marinha, a professora Camila Domit. Ela aborda os avanços científicos, bem como, o desenvolvimento tecnológico e a inovação no ambiente costeiro paranaense, com vistas a atender às prioridades estabelecidas internacionalmente na Década da Ciência Oceânica, e que também são de interesse regional.

Os talk shows podem ser acessados na página do Paraná faz Ciência 2022.





SIGA-NOS NAS REDES


fb.com/eaduvpr

/UniversidadeVirtualdoParana

@universidadevirtualdopr